terça-feira, 15 de maio de 2018

Ensino obrigatório: 15 anos, não é?

Vou começar a fazer coleção para ver se me acalmo...

(Toda a gente rica, bibliotecas por todo o lado, TV, Internet, doutores e engenheiros a pontapé... É um grande, grande mistério.

Analfabetos na TV, todo o dia, a dizerem parvoíces, a andarem à porrada como os macacos e a ganharem milhões, é provavelmente a melhor explicação.


E um filho da puta a dizer que está a vender as lentes por ter adequerido a série L?!
Analfabetos com dinheiro... Seja qual for este sistema sócio-económico, não gosto.

sexta-feira, 11 de maio de 2018

Brincar aos cientistas

Seria melhor para toda a gente se certas pessoas se limitassem a brincar aos médicos.

https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S0303264711000608

(goto Sci-hub...)
____

Soap film; Minimal surfaces.

https://youtu.be/dAyDi1aa40E?t=4m8s

UnCommented

"I remember my mother spending a lot of time and effort to make a huge pot of fresh rose petal jam from the lovely pink roses in our orchard only to bin the whole thing when it caused discomfort to everyone who had it."

We can become multimillionaires if we can manage to put that on the pharmacies as cure for constipation...
https://tinyurl.com/ybod3hm9

domingo, 29 de abril de 2018

Sharon is a good name for an Assistant


sexta-feira, 27 de abril de 2018

Vlad Tepes


"His father, Vlad II, was a member of a secret society known as the Order of the Dragon. He was so proud to be a member that he had his name changed to “Dracul,” Romanian for “Dragon.”

quinta-feira, 19 de abril de 2018

Almejo gamanço

A vontade de estar noutro sítio, falar outra língua, vestir outra roupa, comer outra comida... Nisso sou português.

(Na verdade estou mas é a romantizar a vontade de andar no gamanço)

quarta-feira, 18 de abril de 2018

Doutores analfabetos

Acho que já me ouviram mencionar "doutores analfabetos".

Doutores analfabetos é isto, por exemplo:
A Península Ibérica é a região onde se encontra a maior diversidade genética da abelha melífera (Apis mellifera L.) em toda a Europa. Enquanto as populações de abelha melífera residentes em Espanha estão bem caracterizadas, a composição genética das populações portuguesas é virtualmente desconhecida.
 Andar aos tropeções a dar tiros nos pés?
Ou um simples "Bota pra lá!"; "Que sa foda!"?
A brincar inocentemente aos cientistas (nos intervalos de brincar aos médicos que também cansa!)?
A lutar pela vida que o dinheirinho não cai do céu?

Que se pode dizer de algo "virtualmente desconhecido"?
Pode dizer-se o que nos apetecer, ora essa!

(Que é que a raparigota pensará que quer dizer "virtualmente"?)

Simplesmente está a falar inglês sem dar conta.

"Sem dar conta" é a palavra-chave! lol

E literal, será que sabe o que quer dizer literal? Por exemplo "um copy/paste literal".
Ou "plágio"? Por exemplo: "um plágio literal, nada mais."

"Literalmente, uma colagem de plágios."

Há quem não goste de advérbios. A mim soam-me lindamente.


Penso muitas vezes na imagem do imperador da China a plantar "cebolo"! lol
A maior parte das vezes, parece-me bem.

http://beingbutmen.blogspot.com/2013/02/so-here-is-last-bit-about-last-emperor.html

segunda-feira, 9 de abril de 2018

sexta-feira, 6 de abril de 2018

Dominus

A história de um pardal.
An annual event known as Domino Day, which started in 1998, televised the attempts of a Dutch team to break the world record for the number of dominos set up and toppled. The event garnered a lot of local attention each year and even boasted hosts like Lionel Richie and Shania Twain. At the 2005 event, a sparrow (a mus in Dutch) got into the exhibition hall and, after it knocked over 23 000 dominos, an expert was brought in to deal with the bird. Attempts to capture it failed and it was eventually shot. The incident caused a tremendous outcry in the Netherlands, and the shooter was fined €200. After Moeliker appealed to the Ministry of Justice and Security, the body of the so-called dominomus joined the duck at the museum.


Patreon


terça-feira, 3 de abril de 2018

É quanto chega



Os judeus não usam crianças como escudos.

Os judeus não usam crianças como escudos por duas razões. Duas!

1 - Porque não funciona.

...

(os palestinianos atiram na mesma)


2 - porque nem lhes passa pela cabeça.



(Na verdade eu acho que a foto não representa o uso de escudos humanos - isso existe mas de uma forma muito mais dissimulada. Os infiéis sabem que os judeus se preocupam ativamente em selecionar alvos, os burrros.)

São apenas os anormais que nada mais têm que fazer a 'educar' a canalha e a passear alegremente, bem vestidos, bem comidos, tudo à grátis... é só rir.
Cartar tijolo é uma seca.


Entretanto em Israel continuam a tentar CONSTRUIR uma vida e é só no que pensam:
https://www.google.com/maps/@32.0864863,34.9580845,3a,75y,4.68h,80.52t/data=!3m7!1e1!3m5!1savrI4nnOtAFgYtP8JaEM4Q!2e0!6s%2F%2Fgeo1.ggpht.com%2Fcbk%3Fpanoid%3DavrI4nnOtAFgYtP8JaEM4Q%26output%3Dthumbnail%26cb_client%3Dmaps_sv.tactile.gps%26thumb%3D2%26w%3D203%26h%3D100%26yaw%3D17.673244%26pitch%3D0%26thumbfov%3D100!7i13312!8i6656

Hoje faz anos que morreu Aristides de Sousa.

_____
Adenda
18/04/2018
"And I opened my eyes and saw what I had done. I had fallen into the trap I had always been convinced I would not fall into: I had condemned Israel for defending itself. "

domingo, 1 de abril de 2018

Porque funciona

 Numerous studies have been
conducted on different parts of Verbascum thapsus, but
this plant has not yet developed as a drug by
pharmaceutical industries. 
V. thapsus cura asmáticos num mês ou 2. E depois quem comprava as bombas? Era o que faltava!

No mundo há muitos monstros. A Indústria Farmacêutica é um dos grandes.

quinta-feira, 29 de março de 2018

Expressões que surpreendentemente não existem

Trocar merda por cocó.

(Ao ver um anúncio de carros em que um propunha "quer trocar (a merda do carro que estava anunciado) por um (outra merda ainda pior)?")

quinta-feira, 15 de março de 2018

À moda do PSD

Vi isto, agora mesmo e lembrei-me, com um arrepio de pesadelo, de Cavaco Silva.

Por ser verdade e por ter a sua piada, resolvi contar-vos.

sexta-feira, 9 de março de 2018

Fim de semana

Grafia anterior ao Acordo Ortográfico de 1990: fim-de-semana.

"fim-de-semana", in Dicionário Priberam da Língua Portuguesa [em linha], 2008-2013, https://www.priberam.pt/dlpo/fim-de-semana [consultado em 09-03-2018].



Dedicada aos idiotas arrogantes e pretensiosos que dizem ser contra o Acordo Ortográfico (pelas razões erradas).

1 / 7 500 000 000

Isto acontece-me em todo o lado, não só na Internet.

terça-feira, 6 de março de 2018

Quem o feio ama, bonito lhe parece. Quem o bonito ama...

Aturar uma mulher pode ficar extremamente difícil mas, há um atalho: o amor. Se se ama essa mulher a palavra aturar deixa até de fazer sentido. E a realidade é a mesma! Mudam os olhos.

Assim é com o ensino: milhões de jovens sofrem horrores quando - se alguém os conseguisse fazer amar o que aprendem - deviam andar felizes como norte-coreanos.

As coisas são tão interessantes que não deve ser difícil.



 Nota: Como completa a frase "Quem o bonito ama...."?

Não faças o que eu digo

Não faltam exemplos na Estatística em que calcular a probabilidade de não-sucesso, 1-p, é mais fácil do que calcular a probabilide de sucesso - às vezes até parece ser a única maneira de conseguir calcular p.

Assim é com os ensinamentos que um pai pode dar a um filho. Melhor que se fique por dizer o que não fazer. É relativamente fácil, enquanto que tentar dizer a alguém o que fazer é um absurdo. E por absurdo quero dizer estupidez.

sábado, 24 de fevereiro de 2018

Metal detector

Não entendo muito bem porque não se aplica o análogo à (tecnologia) Noise Reduction aos detetores de metais. Têm um filtro (discrimination) "cego", apenas. Tipo um passa baixo.

Porque não usar os sinais reais, gravá-los, invertê-los e excluir assim exatamente determinados objectos (com uma folga ajustável por cima)?
Não deve ser difícil. 




terça-feira, 13 de fevereiro de 2018

Photography

https://www.artsy.net/artwork/andre-kertesz-mondrians-studio-paris

Uau.

Obsessões

Uma pérgula de Wisteria spp. Assim:



E descobrir como fazer um material igual à casca das sementes.

Deixei sementes no carro que, com o calor, rebentaram.  Encontrei-as espalhadas por todo o lado. Notar que não se conseguem abrir facilmente. Só com uma pancada na junção,

Nunca vejo os espetáculos que vale a pena.

https://www.google.com/search?q=glicínia&num=50&dcr=0&source=lnms&tbm=isch&sa=X&ved=0ahUKEwiZ09nX16HZAhWB1RQKHalVAQAQ_AUICigB&biw=1240&bih=887

sábado, 10 de fevereiro de 2018

Fada Morgana

Estava com bastante reticência em mudar para o Windows 10®.
A primeira coisa que fiz foi criar uma partição para instalar o XP ou um Linux qualquer.
Ainda não instalei coisa nenhuma: eu e a Cortana entendemo-nos lindamente.
Lindamente.
"Hey, Cortana"- digo eu para o microfone integrado de uns auscultadores meio avariados, do chinês, mas que funciona lindamente - "shut down".
"are you sure? - diz "ela", lá do fundo do meu Dell optiplex 755, usado, do sec. XX, comprado no Ebay, da Irlanda.
"yes"- respondo eu. E vou-me deitar.
Morgana é que era o nome certo.


https://www.digitalcitizen.life/top-50-most-funny-cortana-commands-questions

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Venha o diabo e escolha


a grande maioria dos clientes da EDP são do segmento doméstico, enquanto que os grandes consumidores muitas vezes dão preferência a outras companhias. Isto deve-se ao facto de que os grandes consumidores preocupam-se mais com a sua conta de eletricidade e comparam as tarifas de luz antes de contratar, ao contrário dos clientes do setor doméstico, que por comodidade optam pelas tarifas mais conhecidas

Não é verdade, o "isto deve-se...".
Por incrível que pareça, fazer as pessoas burras raramente é verdade.
Então o que é?
É que se a EDP é má, as outras ainda são piores.
Como  sabem?
Pela conversa deles.

O resto é porque andam a meter ao bolso, eles lá sabem.

quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

Uma obra de arte


Não é este em especial: são todos

Encontrei o dicionário dos idiotas que são contra acordos ortográficos

https://play.google.com/books/reader?id=yvdDAAAAcAAJ&printsec=frontcover&output=reader&hl=en&pg=GBS.PP7


Usam-se coisas como "indaque" que eu demorei uns bons segundos a decifrar e permitam-me poupar-lhes o desprazer: ainda que.

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Jamais!


Plantar glicínias

Toda a vida - bem, pelo menos a partir para aí dos 18 anos, quando ouvi "que espécie que me faz" pela primeira vez e achei um assombro nunca ter ouvido antes tal coisa, eu que passo os dias como um podengo português - me aconteceu isto: de repente vejo mencionar com total naturalidade uma coisa que eu, eu!, nunca ouvi antes.
Agora mesmo foi farinha de semente de algodão.

Os mais espertinhos já terão dito: se calhar é mas é esquecimento...
Não me parece. Para já!...

____
Explicação do título: http://www.plantaornamental.com/dicas-para-cultivo-de-glicinias/

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Telefonio, 4193

(ler o rótulo como quem é contra o acordo ortográfico).

(séde!; Santarem!)

Aqui há dias ouvi, na rádio, um espanhol falar muito bem sobre a língua. Mencionou - e muito bem - que uma vantagem (em relação à estabilidade da língua, do castelhano em relação ao português) é que eles não têm - Deo gratias! - dupla grafia nenhuma.

Também achei interessantíssimo ficar a saber que a definicão por decreto constitucional da língua oficial do país, não é coisa universal. Por exemplo, a constituição dos Estados Unidos (da América do Norte) não define língua nenhuma.
Nunca tinha reparado.
Só vemos o que conhecemos ou o que procuramos. Antes disso, não vemos nada de nada.

Se há dúvidas acerca do analfabetismo do autor deste rótulo, que não haja: "Kgs" é prova irrefutável.


domingo, 4 de fevereiro de 2018

Trivial things that I have always wish for











Pode reparar-se que o que não falta aqui, neste blogue, são estreias de posts temáticos que acabam por não ter seguimento. Por exemplo o recente post "Fevereiro" faz parte da série "calendário".
Mas que o facto de lhes não dar seguimento não seja motivo para deixar de as criar. Não é assim que 'eles' fazem às notícias?

Esta série também pode chamar-se "desabafos íntimos".

_______________

ushanka
(Claro que tive de ir ao google para me lembrar do nome)


Há dias comprei uma pistola de cola quente: Yep, fazia parte da lista.

Mais algumas coisas, assim de repente: monitores (colunas); GPS; lixadora de madeira (não me perguntem porquê); todos os tipos de arma; um barquito de pesca;


Um ferro de soldar.

Digo e repito

Muito melhor do  que se esperava.

(apesar de que a mãe e o pai, além de maus atores, não terem 'consistência' nenhuma)

sábado, 3 de fevereiro de 2018

WayBack Machine

Quando encontrarem dead links não se esqueçam de tentar a WaybackMachine.

Verdadinha

Às vezes encontram-se coisas boas no lixo.

Uma coisa que geralmente se esquece. (Porque é muito arriscada).

Álvaro Pirez

Lembram-se deste post?

Este é outro (quadro). https://www.rtp.pt/noticias/cultura/estado-portugues-recupera-em-leilao-quadro-do-seculo-xv_v1055863

Terão chegado à conclusão que o tipo não pintava nada de jeito? lol
https://www.tribunaalentejo.pt/tags/%C3%A1lvaro-pires


___



Provenance

John Rushout, 2nd Lord Northwick, Thirlestane House, Cheltenham (until d. 1859; his estate sale, Phillips, Thirlestane House, July 26ff., 1859, no. 841, as by Giotto, for £74.11, bought in by Northwick); his nephew, George Rushout Bowles, 3rd Lord Northwick, Northwick Park, Gloucestershire (1859–d. 1887; cat., 1864, no. 90, as by Giotto); his widow, Elizabeth Augusta Bowles, Lady Northwick, Northwick Park (1887–d. 1912); her grandson, Captain Edward George Spencer-Churchill, Northwick Park (1912–d. 1964; cat., 1921, no. 48, as by Lorenzo Monaco; his estate sale, Christie's, London, May 28, 1965, no. 11, as by Lorenzo Monaco, to Linsky); Mr. and Mrs. Jack Linsky, New York (1965–his d. 1980); Mrs. Jack (Belle) Linsky, New York (1980–82)