quinta-feira, maio 21, 2015

UnCommented

Dos comentários loucos da populaça louca ►aqui


"João de Sousa, inspetor da Polícia Judiciária. Segundo este, Sócrates “considera-se uma personagem ao nível de um Napoleão, de um Mário Soares e de um Nelson Mandela".

Estão V.exas portanto a ouvir alguém que escreve "segundo este" a dizer que um inspetor da judite que mete Mandela, Napoleão e Soares no mesmo saco psicótico-analfabético - e que graças a Deus se encontra de férias - disse a um jornalista - uma rapaziada de confiança - que acha que o socas é um bocadinho arrogante.


Em Portugal só não rouba quem não pode. Sempre assim foi. A falsa moral é a pior das hipocrisias.

Pensem: "se tratam assim um ex-primeiro-ministro como me tratariam a mim?"

A incompetência da polícia é incompreensível: toda a gente "sabe" que o socas é o maior gatuno do país dos gatunos e mesmo assim não apresentam nenhuma prova nem o prendem.
A incompetência da polícia é o único problema que aqui há.

Provas, prisão e beber uns copos para festejar. É fácil. Era fácil. Assim é um pesadelo: é a isto que estamos sujeitos? Vale mais emigrar para a Coreia do Norte.

É claro que toda a gente pensa de cabeça para baixo: a polícia é muito boa, eles bem sabem; o juiz é muito bom, ele lá sabe, etc. Mas é ao contrário: se a polícia é boa, arranja provas; se o juiz é bom, exige provas, etc.
Por mim só me lembro d' "O rei vai nu".
Acho que não vivemos num país de gatunos. Vivemos num país de reis nus.

Sem comentários:

Enviar um comentário

Exprima-se livremente!