Saturday, June 30, 2018

Palhaçada (Zero Ciência. Zero.)

Na minha lista de "coisas interessantes" está "o corpo do Barão de Forrester nunca foi recuperado do rio".

Hoje, por azar, dei com um vídeo do Joel Cleto, d'Os Caminhos da História, e logo começei por lamentar a gratuita, desnecessária, incompreensível palhaçada característica deste Portugal. Uma enciclopédia dos erros retóricos. Mas, pior logo veio: enfeitado por maneirismos só limitados pelo reduzido tamanho da farpela, sou informado que os romanos chamavam ao rio durius porque era um rio de navegação difícil, perigosa. Um rio duro.
Que linda história.

"duro" em latim não é "durius". Para começar.

Depois, consta que os romanos se referiam às batalhas que era o mais importante.

Los romanos lo llamaban Durius, dicen que por la extrema dureza de las batallas que tuvieron lugar en la zona: Numnacia, Clunia.... De la misma raíz que Extremo Durii.
E há, claro, a vulgar maleita da religião: https://en.wikipedia.org/wiki/Durius

Uma explicação puramente linguística - a minha preferida - també deve ser considerada:

Parece que el nombre del río Duero (flumen Durius) habría que relacionarlo con una raíz indoeuropea muy arcaica, precelta. Se trata del hidrónimo indoeuropeo *Tur- o *Dur- (agua, laguna, río,..), que da nombre a varios de nuestros ríos hispánicos: Turia, Duratón, Duero... En castellano tenemos la palabra “torrente” como pervivencia de ese sustrato indoeuropeo precelta. Que los dioses te sean propicios. Ten Salud. IVLIANVS.
As melhores e mais diretas explicações não têm garantia de serem as melhores:

El nombre proviene del Dios Horus, era el rio del Dios Horus.

...
Alguém devia dizer alguma coisa ao homem, não acham?


Como eu odeio ver gente gratuitamente medíocre com os bolsos cheios de sestércios e com repugnante auto-satisfação.

Ilustração para Variabilidade

As nossas, Apis mellifera ver. iberiensis, são escuras e marotas.

Quanto custa dar uma passa?


lotes de 20, como os tradicionais maços de tabaco, a 4,70 euros cada - que são colocados na caneta e permitem entre 10 e 12 inalações

(vou usar o ponto como separador decimal)

Cada cigarro custa 4.7/20 = 0.235 € (24 cêntimos, vá.)

e cada passa 0.024 € (2.35 cêntimos).

2 cêntimos é dinheiro: há uma moeda e tudo.

Alguém que ganhe 650 €/mês pode dar 38 passas por hora. Quer dizer: só tem direito a chupar uma vez de minuto e meio a minuto e meio.
Mas é se trabalhar bem.

E fico a pensar no uso do verbo "dar". Dar uma passa. Dar uma

Friday, June 29, 2018

Elogio público

Devia ser uma loa mas fica fico-me por dizer que tive direito a uma resposta perfeita do desde sempre adorado - é para coisas destas que eu imagino a Internet - Ciberduvidas. Portanto, fica o obrigado público à doutora Maria Eugénia Alves
_____
Olá Hoje ao falar com uma brasileira, perguntei-lhe se íamos ganhar o mundial. Respondeu "-Não sei. Está dando tanta zebra". Tive de ir ver o que significa: "Aplica-se quando um equipa considerada favorita pela sua maior qualidade é derrotada por outra de menor gabarito." mas, fiquei curioso acerca da origem de tão estranha expressão. obrigado. Cumprimentos 




Prezado consulente,

Para entender a expressão, é preciso contextualizá-la e ir um pouco mais longe no tempo. De facto, prende-se com um fenómeno da cultura popular brasileira, o célebre Jogo do Bicho. Segundo a Wikipédia, «O jogo do bicho é uma bolsa ilegal de apostas em números que representam animais. Foi criado em 1892 pelo barão João Batista Viana Drummond, fundador do Jardim Zoológico do Rio de Janeiro, em Vila Isabel, Rio de Janeiro.»
Acontece que a zebra é um animal que não existe no jogo. Assim, usar a expressão “vai dar zebra” significa a impossibilidade desse facto vir a ocorrer.


Foi usada pela primeira vez pelo treinador de futebol Gentil Cardoso, quando o seu clube, o poderoso Vasco da Gama, estava em clara vantagem em relação ao adversário, clube mais fraco. No entanto, antes do início do jogo, ele profetizou o impossível, usando a expressão «vai dar zebra!», em clara referência ao jogo do bicho. A metáfora evoca a impossibilidade, a alta improbabilidade da ocorrência, uma vez que este animal não faz parte do jogo.
Mas o clube em desvantagem venceu o Vasco e, por isso “Deu zebra!”
A partir daí, a expressão tornou-se popular e significa que o inesperado pode acontecer.
Em conformidade com a história da expressão, aparece a representação da Zebrinha, criada pelo cartunista/caricaturista Borjalo (pseudónimo de Mauro Borja Lopes). A personagem é conhecida por Zebrinha ou "Zebrinha da Loteria Esportiva" ou "Zebrinha do Fantástico”, por se fazer durante o decurso deste programa de televisão, e serve para informar os resultados da Lotaria Desportiva na Rede Globo.

Com os nossos cumprimentos,
Maria Eugénia Alves



___
"perfeita"? Não. Mas pouco falta.
Aquele "mas o clube em desvantagem...." não devia ser "mas" nenhum pois foi o que tinha sido profetizado...
E não gosto que se use a Wikipédia como fonte.

Wednesday, June 27, 2018

Wednesday, June 20, 2018

Priberam

Agora mando-lhes as palavras pelo facebook.

Já ando a ensinar-lhes uma gíria e tudo:
FND - falta na definição; NCD - não consta no dicionário... lol

Já dizem, às vezes, "obrigada"; "já incluímos".

Infelizmente não estou a guardar devidamente as minhas graciosas - $damn it!$ - contribuições.

A última acho que foi orófilo.

Pessoas que não fazem nada a ganharem milhões e outros a trabalhar de borla. Arre!

Eu mandava mais mas sinto, sei!, que as aborreço. (Digo "as" porque vê-se que é quase tudo mulheres.)

Não sei se contei aqui quando lhes disse que não era boa ideia usar a palavra que estavam a definir, na definição! omg
Vou ver se têm "palmatória".
__
PS:  Não estou à espera de um convite "mande mais, damos-lhe 50 cêntimos por cada uma" mas estou à espera de um pedido "por favor não nos chateie e deixe-nos em paz".

Mas fiquei admirado com a boa receção que teve esta mensagem que lhes mandei, em 2016, a propósito de tarraxa:

"rosca em espiral" é boa.  
Digo, essa é boa!

Só assim.
Que maroto sou!
Mas responderam muito bem:


Ex.mo Senhor,

Graças à sua mensagem, já corrigimos a falha apontada.

Agradecemos a sua mensagem e qualquer comentário ou sugestão que nos permita melhorar o dicionário.

Com os nossos melhores cumprimentos,
Foi pena não me terem mandado nem 20 cêntimos.

A cegueira

The variation intraspecies is at least equal
 as the variation among species.
As pessoas são cegas.

"physical variations aren't unusual for animals."

A variabilidade é um dos pilares do Universo. É omnipresente.
É evidente! É Universal!
A cegueira e a estupidez transformam isso em "not unusual".
E, como se não bastasse, acrescentam o selo de garantia de parvoíce, "for animals"!

Vários coleópteros.
Um lobo.
Uma abelha.
As asas das abelhas.
Um cientista tarado.
Talvez a principal causa do movimento anti-ciência
que grassa os EUA. Do Norte.
Estavas tão bem a estudar as vespinhas, ó Kinsey.



Malditos Polacos

Contra tudo aquilo que devia ser mas, está sendo constantemente confirmado pessoalmente:
Polacos? Raça maldita.


(Quando foi do brexit usei os meus poderes de observação e vi que um gérmen de cristalização eram os polacos. O principal ódio dos ingleses não eram os árabes mas sim os polacos. Comecei a reparar - porque os ingleses não são flor que se cheire mas não é fácil "tirá-los do sério" -  e estou reparando. Aqui. Ali. Em pequenos nadas. São execráveis. Intoleráveis. Tudo está muito bem quando está muito bem para eles, caso contrário são merda. Da grossa.




Thursday, June 14, 2018

Um inferno

Vou sentar-me na divisão mais pequena da casa. Contrariando a racionalidade, agarro num livro ao passar pela estante. Sai-me "O último dia de um condenado" de Victor Hugo. Como é tão apropriado não o poiso e enquanto tento relembrar-me dele, porque, está claro, já o li, começo a ler.

Miserere mei!
É a loucura total. "O meu espírito jovem e rico estava cheio de fantasia. Divertia-se a desenrolar ante meus olhos uns depois dos outros, sem ordem nem fim, adornando-os de inesgotáveis arabescos, este rude e fraco estofo de vida"

Uma não frase de idiotas. A fazer-me recordar os tempos em que tinha de ouvir coisas assim, sem sentido nem gramática, ao primeiro-ministro.

Toda a gente rica. A ganhar. A ser paga. A vender livros. A... tudo!

Puta que os pariu a todos, cambada de idiotas.

FML.
______________________

A tradução é da excelentíssima Ana Ribeiro. Confunde o feminino com o masculino ou acha que "fantasia" é plural e masculino. Não faço ideia. Espero que tenha as mamas grandes e faça uns bons bicos. Ao menos.
ISBN: 978-989-554-745-6
______________________

Porque que caralho tive eu a má ideia de agarrar na merda do livro?!

______________________

Mon esprit, jeune et riche, était plein de fantaisies. Il s'amusait à me les dérouler les unes après les autres, sans ordre et sans fin, brodant d'inépuisables arabesques cette rude et mince étoffe de la vie. C'étaient des jeunes filles, de splendides chapes d'évêque, des batailles gagnées, des théâtres pleins de bruit et de lumière, et puis encore des jeunes filles et de sombres promenades la nuit sous les larges bras des marronniers.

"FantasiaS"
"desenrolá-las" (o espírito divertia-se a desenrolar as fantasias, umas atrás das outras...."

Maldita seja esta gente. Até a sétima geração.

Monday, June 11, 2018

IMDD

A sticker that make an eye - big brother is watching you -  out of the phones camera lens.

I would be rich.

Friday, June 8, 2018

Doutores analfabetos

Para mim isto de as pessoas com estudos continuarem a ser 'parolas' é um dos grandes problemas do mundo.

"doutores analfabetos" e "parolas" são apenas palavras que uso. Usem outras que vos agradem mais.


Podem obter o livro - oferta do Bill gates - aqui 

Wednesday, June 6, 2018

Creationists are blind

Analogia com o registo fóssil: fica-se com a noção de que é impossível faltarem tantas "formas intermédias"... E , no entanto, assim é. (Se bem que formas intermédias é o que não falta no registo fóssil. Há uma boa meia dúzia de histórias bem completas.)

(moedas encontradas hoje, umas ao pé das outras)


We love Galicia

A co-apresentadora galega do concurso Coma un allo - a escritora María Canosa - a mostrar europeiamente os pelos dos sovacos.
Os abundantes pelos dos sovacos.
https://br.jetss.com/entretenimento/curiosidades/2016/04/13-famosas-que-ja-optaram-por-nao-depilar-as-axilas/
Que tontos são os nossos galegos. E a dizerem caralhadas como se nada fosse? Sim, na televisão. São demais.

Canal 220 da NOS.

"Josefina, não tomes banho que estou a chegar!"