terça-feira, agosto 01, 2017

Contexto

Johann Fabricius, (1745-1808): dizia: "Natura maxime miranda in minimis"(O melhor da Natureza vê-se nos pormenores ou, como diria Gould, "Details are all that matters" (deixemos a parte de "Deus" de fora).

Eu também sou, até de mais, amante dos pormenores, das coisas que sendo pequenas reflectem uma grandiosidade inpiradora; nos dão grandes lições; nos revelam outras verdades... E ando sempre à cata deles como quem procura pepitas de ouro numa pedregosa e árida montanha.
(pedregosa é uma das mais horríveis palavras da língua portuguesa. Tem de ser! pedregosa. blagh!  A ideia de fazer uma lista de palavras horrorosas é muito velha mas ainda por fazer).
Hoje ouvi - tornei a ouvir - uma frase do Sheldon Cooper da série The Big Bang Theory.
-Have you ever thought of teaching physics?

O pormenor está que é do melhor que se pode escrever neste mundo. Um momento de perfeição. Um truque de magia que transforma um boneco de madeira num rapaz de carne viva, num instante, perante os nossos olhos.


Howard: What are you going to do in Nebraska?
Penny: I don’t know, maybe teach acting. (Phone rings) Oh, sorry. Hold on. Hello?
Leonard: Penny, Penny, listen, I hope you’re not doing this ’cause of you and me, because I have a girlfriend, and you’re a single woman.
Penny: Shh! It’s my agent, it’s my agent. You’re kidding. Oh, my gosh. I can’t believe it! Really? Oh, I’m so excited, thank you, thank you so much. Okay, bye. I got the hemorrhoid commercial! I start Monday.
Sheldon: What about Nebraska?
Penny: Oh, hell with Nebraska. I’m gonna be a star!
(Penny leaves)
(a silent pause)
Sheldon (to Leonard): Have you ever thought of teaching physics?


Sem comentários:

Enviar um comentário

Exprima-se livremente!